Dicas

Vamos falar do seu Currículo.

O seu currículo deve ser construído sobre a mesma base de uma inteligente campanha de propaganda. (Image Source: ultimatecentral)

Um CV inteligente é como uma propaganda inteligente.

Deveria ser criado tendo 4 questões em mente:

Quem é a audiência que você quer atingir?

Qual é o seu diferencial?

O que você quer que a sua audiência sinta?

Qual a proposta, o convite para a ação?

A pergunta 1 é crítica. Para que você consiga impressionar o seu alvo (recrutador, head hunter,etc) você tem que conhecê-lo.

Faca sua pesquisa- o quê os gestores da sua área estão buscando? Quem eles estão contratando- especificamente? Que características você tem em comum com o perfil que estão buscando? O que os move?

Seu currículo nunca será relevante se você não conhecer o seu público, o seu alvo intimamente. Quando redatores recebem um briefing para uma nova campanha, metade ou todo o briefing é feito através da análise e segmentação do mercado e conhecimento do cliente alvo.

Isso é fundamental.

Voce tem que fazer um currículo específico para cada oportunidade. Além disso, você deve pensar em um currículo para cada empresa. Nunca mande currículos genéricos.

Se você está falando para todo mundo, você não está falando com ninguém.

Pergunta número 2 - Qual o diferencial que você está vendendo?

Quais habilidades ou experiências de vida você está trazendo para aquela empresa?

Esse é o coração de uma campanha publicitária. Todos os anúncios que funcionam são centrados na Proposta de Venda Exclusiva, no diferencial de um produto.

Por que isso é importante? Porque a proposta de venda exclusiva diz para os consumidores a razão , o motivo porque eles deveriam se importar.

Porque eles devem comprar aquele produto em detrimento de todos os outros.

É a mesma coisa com o seu CV. Por que uma empresa deve “comprar” você em detrimento de todos os outros candidatos?

Gaste seu tempo nisso. Uma pesquisa da American Express mostrou que 65% dos gestores buscam contratar especialistas, enquanto a maioria das pessoas se coloca como generalista.

Seja específico. Esse deve ser o coração do seu CV. O que vai fazer você se sobressair sobre os seus pares?

Se você escrever , “ Eu faço meu melhor trabalho entre as 6 e 8 da manhã , antes de todos os outros chegarem ao escritório”, eu terei uma palavra pra você.

Contratado!

Se você listar sua experiência em liderando equipes em jogos como “warrior clans”, como um candidato fez, eu terei 4 palavras para você:

O que é isso?

A pergunta número 3 – O que você quer que o seu público alvo sinta depois de ter lido o seu CV?

Isso é a aposta do marketing sofisticado. É o que separa marcas inteligentes de todo o resto.

Não é suficiente simplesmente listar suas credenciais e experiência. Você não quer ser contratado por um gestor que simplesmente entenda as qualificações, você quer que ele se sinta intrigado com o seu currículo.

O suficiente para colocar você no topo da lista e chamá-lo para uma entrevista.

Isso significa que a linguagem que você escolhe é importante. O “ambiente” criado, o tom que você usa é determinante. A legibilidade e a organização do seu currículo pode fazer as pessoas sentirem que você tem um perfil interessante no trabalho.

Como redator, eu posso dizer pra você que escritores inteligentes suam pra escolher as palavras que eles usam.

A maioria dos CV´s contém expressões muito utilizadas e batidas. Como:

Criativo, organizado, efetivo, motivado, ampla experiência, excelente histórico, inovador, responsável, analítico, solucionador de problemas

Essas habilidades são importantes. Mas não diga, demonstre que você tem essas habilidades na sua carta de apresentação e no seu currículo.

Mostre- não diga. Essa é a regra da propaganda.

Quarta e última pergunta: Qual o chamado para a ação?

Toda boa propaganda leva as vendas. Chama atenção para os detalhes, indica o site, diz pra visitar a loja, te leva direto a sessão de sobremesas no supermercado, esses são alguns exemplos.

Portanto, no seu currículo, diga a empresa que você quer o trabalho e sugira o próximo passo.

Isso pode ser tão simples quanto, “ Eu realmente quero este trabalho. O que mais eu posso fazer pra te convercer ?”

Ou, “ Me procure caso você queira falar sobre os Beatles, hochey ou melhorar o seu projeto de marketing. Aqui estão meus contatos”.

Legal, pessoal, e direto ao ponto.

Falando em atrair a atenção de um empregador para contatá-lo para uma entrevista, tenha certeza que o seu correio de voz é profissional.

Isso não é besteira.

Não deveria ser uma daquelas mensagens gravadas que as companhias telefônicas fornecem.

Em uma ligação de um futuro empregador NUNCA, EM HIPÓTESE ALGUMA deveria ser atendida por um terceiro,por exemplo, um amigo, uma namorada.

Seu correio de voz, deve ter a sua voz, com uma curta e simpática mensagem dizendo que você retornará a ligação assim que possível.

 


Livre tradução da versão online de Under the Influence com Terry O´reilly apresentado na CBC Radio.

Traduzido por Milena Knapik para o Instituto Eu Consigo.

Fonte: http://www.cbc.ca/radio/undertheinfluence/selling-yourself-the-art-of-personal- branding-1.3106068

 

O Instituto Eu Consigo é uma organização sem fins lucrativos que visa auxiliar, através de assessorias e orientações gratuitas, pessoas desempregadas em busca de recolocação no mercado de trabalho. Considere fazer uma doação clicando aqui!